terça-feira, 5 de dezembro de 2017

PARABÉNS A TODOS OS VOLUNTÁRIOS DA PASTORAL DA CRIANÇA

José Antonio Coleti
PARABÉNS A TODOS OS VOLUNTÁRIOS DA PASTORAL DA CRIANÇA QUE SE DEDICAM DOANDO UMA PARTE DOM SEU TEMPO PELO BEM DE NOSSAS CRIANÇAS E GESTANTES, DIA 5 DE DEZEMBRO ...
Ver mais

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Mais uma celebração da VIDA

Neste sábado tivemos mais uma animada celebração da vida, com a presença da nossas famílias, líderes e colaboradores. Obrigado pelas doações!!!






sexta-feira, 24 de novembro de 2017

CAPACITAÇÃO PARA ALIMENTAÇÃO E HORTAS CASEIRAS




DIVULGANDO:
 
Pastoral da Criança Diocese de Caxias do Sul adicionou 7 novas fotos.
❇️❇️❇️ CAPACITAÇÃO PARA ALIMENTAÇÃO E HORTAS CASEIRAS
A Pastoral da Criança da Diocese de Caxias do Sul, esteve reunida nos dias 21 e 22 de outubro, para a realização da Capacitação para Alimentação e Hortas Caseiras. O encontro foi realizado no Centro Diocesano de Pastoral e contou com líderes de diversos ramos da diocese.
 









Sob orientação da capacitadora Suzana Casagrande dos Santos, os líderes puderam aprender mais sobre a utilização de cascas, talos e sementes, com o intuito de fazerem uma alimentação mais saudável e rica em vitaminas, proteínas, ferro, entre outras substâncias importantíssimas para o bom desenvolvimento de nossas gestantes e crianças. Além disso, falou-se da importância de que todas as famílias cultivem suas horas caseiras, com pelo menos, três espécies de hortaliças.
A missão de cada líder capacitada é, retornar aos seus ramos, e multiplicar o conhecimento adquirido, capacitando as demais líderes. A capacitação deverá ser realizada já neste mês de novembro, cumprindo o cronograma de horas curriculares já proposto pela metologia da Pastoral da Criança.
Acompanhe algumas fotos deste belíssimo trabalho!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

A vinha e os vinhateiros - Vídeo Mensagem da Ir. Veneranda (08/10/2017)





A parábola apresentada pelo Evangelho desta semana, tem uma mensagem clara: o Reino de Deus será tirado dos maus dirigentes e entregue ao povo que produz frutos e semeia tudo que é verdadeiro.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

RISOTO DE BERINJELA e RISOTO ROSADO

13
Duas receitas fáceis para fazer: Imagem relacionada
 
19. RISOTO DE BERINJELA
 
Ingredientes
1 dente de alho;
1 colheres (sopa) de óleo;
1 colheres (sopa) de margarina;
¾ xícara (chá) de tomate;
6 xícaras (chá) de berinjela;
água o suficiente;
1 ½ xícara (chá) de arroz;
sal a gosto e temperos naturais.
 
 
Modo de fazer:
Em uma panela, refogue o alho no óleo. Acrescente a margarina, os tomates
picadinhos e a berinjela sem casca cortada em quadradinhos.
Coloque o arroz e frite mais um pouco. Adicione o sal e os temperos, verifique a água e deixe no fogo até cozinhar.
 
 
20. RISOTO ROSADO
Ingredientes:
2 colheres (sopa) de cebola;
1 dente de alho;
1 colher (sopa) de azeite;
2 xícaras (chá) de arroz;
1 xícara (chá) de talos de beterraba;
1 xícara (chá) de cenoura;
1 xícara (chá) de folha de cenoura;
1 xícara (chá) de tomate picado;
5 xícaras (chá) de água;
sal a gosto.
 
Modo de fazer:
Frite a cebola e o alho no azeite. Coloque o arroz e frite mais um pouco. Misture todos os outros ingredientes bem picados e acrescente água. Deixe no fogo para cozinhar. Verifique o sal e sirva quente.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Tarde quente e repleta de famílias na celebração da vida!

Obrigado Senhor por mais este momento de trabalho em prol das famílias carentes! Obrigado pelo apoio e doações da comunidade!





sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Pastoral da Criança com Frei Rodrigo Machado

Adicionar legenda


Ordenação Presbiteral - Frei Rodrigo Machado | Paróquia São José de Vila Nova | Sábado, 26. Agosto 2017

Eu, Frei Rodrigo Machado Soares, juntamente com meus familiares e a Província São Francisco do Rio Grande do Sul temos a alegria de convidar você e sua Família para participar da solene celebração Eucarística na qual, pela oração consecratoria e imposição das mãos de S. Excia. Revma. *** Adilson Pedro Busin, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre. Serei ordenado Presbítero para o serviço do povo de Deus.

Tendo como lema:
“Eu vivo, mas já não sou eu; É Cristo que vive em mim” Gl 2,20

As celebrações ocorrerão:

Ordenação Presbiteral
26 de Agosto de 2017 às 17h
Paróquia são Jose
Bairro Vila Nova, Porto Alegre RS


Primeira Missa
27 de Agosto de 2017 às 10:30h
Paróquia são Jose
Bairro Vila Nova, Porto Alegre RS

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos...

EVANGELHO
Mateus 18,1-5.10.12-14

Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos...

1 Neste momento os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-lhe:
“Quem é o maior no Reino dos céus?” 2 Jesus chamou uma criancinha,
colocou-a no meio deles e disse: 3 “Em verdade vos declaro: se não vos
transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos
céus. 4 Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino
dos céus. 5 E o que recebe em meu nome a um menino como este, é a mim que
recebe..10 Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos, porque eu vos
digo que seus anjos no céu contemplam sem cessar a face de meu Pai que está
nos céus. 12 Que vos parece? Um homem possui cem ovelhas: uma delas se
desgarra. Não deixa ele as noventa e nove na montanha, para ir buscar
aquela que se desgarrou? 13 E se a encontra, sente mais júbilo do que pelas
noventa e nove que não se desgarraram. 14 Assim é a vontade de vosso Pai
celeste, que não se perca um só destes pequeninos”.

REFLEXÃO

A mania de grandeza dos discípulos foi fortemente censurada por Jesus. Cada
qual se preocupava em saber quem dentre eles seria o maior no Reino dos
Céus. Esse interesse nada tinha nada de espiritual. Era preocupação com
promoção pessoal, com ocupar cargos importantes no Reino a ser inaugurado
por Jesus.


O Mestre, porém, propôs-lhes uma condição para ser maior no Reino dos Céus:
fazer-se pequeno como as criancinhas. Era a exigência de renunciar a toda
ambição pessoal e a todo desejo de colocar-se acima dos demais para
oprimi-los.
Era preciso que se tornassem "pobre em espírito", confiados totalmente em
Deus, e não nos bens deste mundo. Era uma forma de "renegar-se a si mesmo",
colocando a vontade de Deus acima de tudo.

Os discípulos deviam dar-se conta de que os valores do Reino são opostos
aos do mundo.

A nossa vida é constantemente condicionada pelos valores e costumes da
sociedade e nós temos a tendência de querer levar os valores do mundo para
a Igreja e até mesmo para o Reino de Deus.


Entre esses valores do mundo que nos influenciam, podemos citar a
hierarquização e a competitividade no dia a dia, que fazem com que haja
sempre entre nós um clima de disputa e de busca de superioridade em relação
às outras pessoas. É esse clima o principal responsável por muitos mal
estares na vida da comunidade. São os valores evangélicos que devem
transformar o mundo e não os valores do mundo que devem transformar a
Igreja.

Seria inútil ansiar pelas grandezas terrenas. A grandeza do Reino consiste
no serviço humilde e gratuito ao semelhante, na solidariedade para com os
pobres e marginalizados, na partilha com os desprovidos dos bens deste
mundo, no esforço para construir um mundo fraterno e reconciliado.


Engana-se quem, pretendendo fazer-se grande para Deus, envereda por um
caminho diferente daquele trilhado por Jesus ao implantar o Reino dos Céus
na História.

ORAÇÃO

Pai, poupa-me de cair na tentação de querer fazer-me grande aos olhos do
mundo, pois a verdadeira grandeza consiste em fazer-me amigo e servidor do
meu próximo. Amém.
BÊNÇÃO

Que o Senhor nos abençoe e nos guarde. Amém!
Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém!
Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Qual seria a característica da comunicação do Papa Francisco?


“Papa Francisco tem, de certa forma, uma capacidade de redefinir os códigos e as formas de comunicação: ou seja, deixando de lado convenções, usando com criatividade episódios, de modo particular parábolas e metáforas, porque este modo de contar as coisas facilita a relação com o próximo, reduz as distâncias: faz do interlocutor uma pessoa com quem entrar em diálogo, sentindo-se  perto. 

Não devemos esquecer que a modalidade narrativa do Papa Francisco tem sempre um estilo muito pragmático, não é nunca voltada para si, mas é sempre provocatória, o que gera um efeito concreto a nível de vida. De certa forma, quer oferecer a chance para, sabendo algo a mais e encontrando o Evangelho da Misericórdia, as pessoas possam também realizar em suas vidas gestos e caminhos de misericórdia”.